Por: (Arte Metal)

Os franceses do Existance surgiram em 2008 e em 2014 soltaram um potente debut. Afinal, Still Alive mostrava um Heavy Metal consistente e empolgante, que surpreendia pela qualidade. Isso com certeza dificultou a vida da banda neste segundo petardo, afinal, não é fácil se manter lá em cima.

Porém, eis que Breaking The Rock traz uma banda ainda mais consistente, com uma nítida evolução e melhor lapidada. Tais fatos ficam nítidos na estrutura das músicas que, mesmo perdendo um pouco em peso, ganham mais melodia e flertam com um Hard Rock pegajoso.

Com uma produção acima da média e mais atual, as linhas de guitarras se mostram poderosas, com riffs variados e solos bem encaixados, sendo que a cozinha segura a onda com maestria, destacando o estreante baterista Nicolas Martineau que mostra técnica apurada e precisão nas viradas.

Julian Izard (também guitarrista) está cantando ainda melhor, encaixando suas linhas com certa malícia, além de contar com apoio de ‘backings’ bem encaixados nos poderosos refrãos, que são outro ponto forte do disco. Aliás, Breaking The Rock é cheio de pontos fortes, o que dificulta até na hora de destacar essa ou aquela composição. Sem dúvidas se superaram.

Existance - Breaking the Rock

Nota: 9,0

Tracklist:

  1. Heavy Metal Fury
  2. Honest
  3. We Are Restless
  4. All Is on Fire
  5. Deserve Your Love
  6. Sinner of Love
  7. Marilyn (Icon of Desire)
  8. In the Name of Revenge
  9. Pain in Paradise
  10. Breaking the Rock

Links sobre a banda:

Site / Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.