Por: (Arte Metal)

Mesmo tendo lançado um álbum completo auto-intitulado em 2007, a banda paranaense Fire Shadow atingiu sua maturidade mesmo foi com o EP Phoenix, lançado em 2014.  Isso não é demérito nenhum, afinal nesse meio cresce quem anda pra frente e foi o que a banda fez.

Este novo EP, Eternal Flames, mantém essa evolução e serve como um complemento de Phoenix, tanto que dá a impressão que poderiam se juntar e serem lançados como um full-lenght. Mas, como é natural, há diferenças entre os discos.

Mesmo trazendo uma linha e composições com estruturas semelhantes, este novo EP soa mais visceral e novos elementos foram incrementados. Não, mesmo parecendo mais cru, o trabalho conta com uma ótima produção, fato é que soa mais orgânico e mais direto na execução dos instrumentos.

O peso se mantém equilibrado, na medida que o Heavy Metal tradicional que a banda pratica pede. Aliás, a melodia continua bem encaixada e as músicas soam fortes e pegajosas como sempre (no bom sentido, claro). O destaque individual fica para o vocalista Marco Lacerda que aqui soa mais agressivo, se arrisca a tons mais altos e consegue manter o equilíbrio, sem escorregar.

São quatro poderosas faixas, que praticamente se completam, mas é impossível não mencionar a faixa titulo e sua ótima levada, sem dúvidas uma das melhores músicas da banda, além de Outsider que é uma das mais pesadas. Sem dúvidas o Fire Shadow está no caminho certo e um segundo álbum completo tem que sair!

Fire Shadow - Eternal Flames

Nota: 9,0

Tracklist:

  1. Eternal Flames
  2. Outsider
  3. Sacred Wings
  4. When a Wolf Cries

Links sobre a banda:

Site / Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.