Por: (Arte Metal)

O HERETIC é uma banda comandada por Guilherme Aguiar, multi-instrumentista que inicialmente priorizou músicas instrumentais, sempre mesclando o Metal com sonoridades orientais. De forma precisa, criativa, o foco principal sempre teve o Power/Prog Metal como referência.

Mas, o HERETIC não fecha o leque e traz uma variedade enorme de influências dentro do próprio Heavy Metal. “To The False” é o primeiro disco onde a banda prioriza músicas com vocal e o negócio funciona muito bem, até porque a versatilidade de sua música compreende com isso.

O cantor Erich Martins (ex-TERMINATOR) se encaixa muito bem na proposta da banda, por também soar versátil, possuir um timbre bem original e interpretar as composições de forma emotiva. Ou seja, não podia ficar melhor. Levando linhas mais brandas, e na maioria das vezes, agressivas com leves melodias, o cara se sai muito bem.

As composições soam intimistas, com guitarras esbanjando riffs e bases bem propostas, solos intrincados e os arranjos orientais, comandados por citaras efervescentes, dão o tom do disco. É só ouvir as excelentes faixas Unobtainium, a instrumental Sitar Sauvage, que conta com MARIO DUPLANTIER (GOJIRA), Until the Day It Comes e Rising Power.

A produção soa um pouco estourada e suja neste trabalho, mas nada que tire o brilho de um repertório equilibrado e que se destacam mais faixas a cada audição. Aliás, talvez seja o melhor da banda. No mais, o prolífico HERETIC merece mais destaque do que lhe é dado, não pela mescla, simplesmente pela qualidade de sua música.

Heretic - To the False

Nota: 8,5

Tracklist:

  1. Unobtainium
  2. The Whip of God
  3. Sitar Sauvage
  4. Trail of Sins
  5. Until the Day It Comes
  6. The End
  7. Hymn to Sirius
  8. Asaty
  9. Truth
  10. Rising Power

Link sobre a banda: 

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.