Por: (Arte Metal)

Os britânicos do Marillion sempre primaram por fazer de seu Rock Progressivo algo bem particular e característico. Talvez a banda seria o grande exemplo que a agressividade do Rock (de uma forma geral) não precisa vir exatamente da música, mas sim do que ela transmite de uma forma geral, principalmente nas letras.

Neste seu 18º trabalho de estúdio, a banda já demonstra isso no titulo do álbum, mesmo seus integrantes dizendo que não queriam soar ofensivos. Fato é que “FEAR” é um trabalho vigoroso, digno da banda e que traz todas suas características sem economizar, em doses consideráveis.

Impressiona como a banda consegue cativar com sua melodia simples, execuções primorosas e sai da mesmice que muitos grupos do estilo emanam. Um grande exemplo é se desvencilhar de flertes com o erudito, e injetar em suas composições elementos do Pop e até do Post-Punk (o mais detalhista notará isso).

E, mesmo sendo burocrática, em “FEAR” o grupo consegue cativar o ouvinte em 17 temas que se interligam – lembrando que há três subdivisões – e nos levam a uma viagem bela e reflexiva. Os temas abordam amor, medo, política e o lamentável mundo atual em que vivemos.

Claro que a produção é soberba, dando destaque ao equilíbrio, naturalidade e suavidade que transparece, com destaque para faixas como Living In Fear, The Leavers – The Jumble of Days, The Leavers – One Tonight e The New Kings. Uma obra prima, definitivamente.

Resultado de imagem para marillion fuck

Nota: 8,5

Links sobre a banda:

Site / Facebook

 

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.