Por: (Arte Metal)

A Hellion Records tem resgatado uma boa parte obscura da cena Metal dos anos oitenta, trazendo bandas europeias, em especial da cena da Escandinávia como os finlandeses do Riff Raff e os suecos do Overdrive. Ótimos nomes, mas que não dispunham de um trabalho de divulgação decente.

“Metal Attack” é o primeiro trabalho oficial do grupo, sendo que, desde que surgiu em 1980, a banda lançou duas demos e um EP chamado “Reflexions” em 1981. Ou seja, o então na época quinteto (a banda está na ativa até hoje) estava maduro para estrear no cenário.

E o Heavy Metal do grupo, focado no tradicional e com nuances do que viria a ser o Power Metal, já se mostrava eficaz. Desde as bases fortes de guitarras, bem elaboradas, com solos potentes, à cozinha consistente, com linhas de baixo ricas e bateria com viradas incessantes.

Leves melodias são entoadas, já que o som prima mais por dinamismo e variação nos andamentos, inclusive com uma boa dose de quebradas. Aliás, uma característica comum das bandas da época, que ainda moldavam o Heavy Metal mais intenso e pesado.

Fortes refrãos também fazem parte das composições, que se dividem em um tracklist bem equilibrado. A versão nacional conta com quatro ótimas bônus, com destaque para Tonight, além de um encarte recheado com letras, texto abordando a época, fotos e uma árvore genealógica da banda.

Overdrive - Metal Attack

Nota: 8,5

Tracklist:

  1. Back on the Hunt
  2. Heart of Stone
  3. Breaking Out
  4. Confused
  5. Metal Attack
  6. The Battle
  7. Doomwatch
  8. Sweet Fear
  9. Freelance
  10. Tonight
  11. Damnation Angel
  12. Overdrive
  13. 20th Century

Link sobre a banda: 

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.