Por: (Arte Metal)

Direto da Itália, país que tem tradição no Doom Metal, vem o Plateau Sigma. A banda está na ativa desde 2010 e Rituals é o seu segundo trabalho, um disco que supera as expectativas e traz uma evolução natural em relação ao primeiro disco, o bom The True Shape of Eskatos (2014).

Focando no que nos habituamos a chamar de Funeral Doom Metal, o quarteto de Ventimiglia não fecha seu leque e alia sua principal referência a elementos do Progressivo e do Death Metal. Tudo com uma produção de qualidade e orgânica ao mesmo tempo.

A banda inicia com Palladion, uma faixa que apesar de maravilhosa engana. Engana porque traz linhas atmosféricas e uma pegada Progressiva que destoa um pouco do disco, mas que faz parte da identidade do Plateau Sigma. Afinal, depois a banda cai para um fúnebre Doom Metal que em alguns momentos traz o Death Metal à tona.

Além das guitarras funestas, o som arrastado e a cozinha exalando peso, o trabalho vocal com gutural cavernoso se alternando aos mais limpos (lembrando bastante a banda brasileira Helllight) é esplendoroso. Destaque também para a faixa Rituals PT.1, mas o álbum todo é pra ser degustado com muita calma.

a3480540371_10

Nota: 8,5

Tracklist:

  1. The Nymphs
  2. Palladion
  3. The Bridge and the Abyss
  4. Cvltrvm
  5. Rituals Pt.I
  6. Rituals Pt.II

Links sobre a banda:

Facebook / Bandcamp

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.