Por: (Arte Metal)

Os dourados e metálicos anos oitenta nunca deixaram de ser alma do Heavy Metal. Foi ali, na junção da inocência e da gana, que o estilo viveu sua melhor fase, foi ‘mainstream’ e se perpetuou na cena musical alternativa mundial. Tanto que até hoje essa época é homenageada em forma de música.

Os paulistas do Retaliador não só nos levam a uma viagem ao passado, como fazem questão de celebrar o Metal nacional. Afinal, além da sonoridade nostálgica, opta por cantar em português e soa como um verdadeiro deleite aos headbangers mais saudosistas.

Este é o primeiro disco completo da banda, mas foi precedido por demos, álbum ao vivo, EP e compilação. Lançamentos que fizeram o trio ganhar experiência, e trazer um debut cheio de energia e com pegada insana (desculpe o trocadilho com o título do álbum).

Riffs e levadas rápidas dão a tônica das composições, que se mostram agressivas e possuem uma energia de tirar o fôlego. Tudo com uma cozinha reta, mas precisa e músicas que conseguem soar equilibradas, porém não tão homogêneas como é de costume nesta proposta.

Apesar do foco no Thrash Metal, a banda consegue ainda se expandir para o Speed Metal e Metal tradicional, o que é natural pra quem pretende revisitar as raízes do estilo. Destaque para faixas como Violento Ataque do Inferno, Juquery (Mad City) que virou single e Matador com sua introdução branda e que vira uma porrada cheia de variação. Enfim, vale à pena conferir essa ode ao Metal de raiz!

Retaliador - Insane Thrash

Nota: 8,0

Tracklist:

  1. Na Perdição
  2. Violento Ataque do Inferno
  3. Ultra Violência
  4. Crianças de Satã
  5. Juquery (Mad City)
  6. Matador
  7. Insane Thrash
  8. Destruição Apocalíptica
  9. Terror Atômico
  10. Ritual Sabá
  11. Culto Sangrento
  12. Inverta a Cruz

Links sobre a banda:

Site / Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.