Por: (Arte Metal)

O prolífico guitarrista alemão chega ao seu 17º disco de estúdio provando que é difícil sair algo ruim de suas mãos. Afinal, há um bom tempo Axel Rudi Pell mantém certa regularidade com seus lançamentos, sempre fazendo a mescla perfeita entre o Hard Rock e o Heavy Metal.

Mas, Game of Sins traz uma agressividade que há tempos não era vista em suas composições, porém, sem perder as sempre boas melodias que fazem parte das características do músico. Essa agressividade está exposta principalmente nos trabalhos de guitarras, com bases sólidas e variadas, além de bons solos (não poderia ser diferente).

Impressiona como Axel foge do estereótipo de ‘guitar hero’ e procura fazer música de verdade, além de impor muito ‘felling’ às suas composições. Outro grande destaque individual fica por conta do vocalista Johnny Gioeli. Além de estar cada vez melhor, sua voz caiu bem nessa sonoridade mais pesada.

Praticamente todas as músicas possuem refrãos pegajosos, outra característica dos álbuns de Axel Rudi Pell. Já na primeira audição dá pra sair cantarolando faixas como Fire, Game of Sins, Falling Star com seu riff inicial poderoso e The King of Fools, simplesmente composições fenomenais.

A produção a cargo do próprio guitarrista traz uma sonoridade natural que poderia ter um pouco mais de ‘sustância’. Porém, esse é um detalhe que só os mais exigentes se sentirão incomodados. Num todo, Game of Sins é um disco de ótimo pra excelente, cativante e de fácil assimilação. A versão nacional ainda vem com uma faixa bônus.

Axel Rudi Pell - Game of Sins

Nota: 9,0

Tracklist:

  1. Lenta Fortuna (Intro)
  2. Fire
  3. Sons in the Night
  4. Game of Sins
  5. Falling Star
  6. Lost in Love
  7. The King of Fools
  8. Till the World Says Goodbye
  9. Breaking the Rules
  10. Forever Free

Link sobre a banda:

Site

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.