Carapuça – A Verdade Doa a Quem Doer

Por: Alexandre Andrade

Finalmente consigo respirar novos ares com o Rock nacional! Em pleno período fatídico em que vivemos, por causa da corrupção dentro da política brasileira, este primeiro álbum do Carapuça soa providencial, para ao menos descarregarmos nossas energias em algo positivo. Com letras inteligentes, e todas elas em um português bem politizado, estes paulistas agradam e podem fazer bonito em sua carreira com este debut A Verdade Doa a Quem Doer.

Flertando com o Pop, Punk e até pitadas de MPB, os caras do Carapuça sabem mesmo construir músicas simples, que grudam na cabeça de imediato, como é o caso de Fanático, provavelmente a melhor dentre todas, e que é uma clara mensagem de repúdio contra o fanatismo relacionados ao nosso futebol, por parte de “torcedores” acéfalos. Riffs funcionais e melodias cativantes permeiam toda a obra, que ao melhor estilo Engenheiros do Hawaii e Raul Seixas (não se enganem, porque aqui essa “maluquice” funciona), a cada canção você vai comprando a ideia destes caras. Ao acabar a audição eu senti que queria mais, então acabei por escutar este disco três vezes consecutivas, e a cada uma delas me divertia mais e mais!

Prestes a lançar o seu segundo álbum, desta vez por uma gravadora de renome no Brasil, o Carapuça segue o seu caminho com muita personalidade. Se os deuses do Rock forem justos, em muito breve poderemos ver estes cinco caras na grande mídia e com muito mais reconhecimento.

Carapuça - A Verdade Doa a Quem Doer

Nota: 8,5

Track List:

01. A Verdade Doa a Quem Doer
02. A Nova Lei
03. Adrenalina
04. Aqui Se Faz Aqui Se Paga
05. Ela Manda
06. Eu Vou Com Deus
07. Carapuça
08. Fanático
09. Lenhadores do Mar
10. Ryu
11. Boy Maloqueiro
12. Fuckin War
13. Vingança Natural
14. Um Dia Seremos Um