16 de abril. Sábado. Noite fria de outono. Depois de idas e vindas, dúvidas, adiamentos e remarcações, e praticamente dois anos depois, a “Raw Tour” da cantora Tarja iria acontecer e passar pela “Terra Garoa”. Mas além da tão esperada atração principal da noite, quem chegou mais cedo pode presenciar duas ótimas apresentações de bandas nacionais.

Tarja. 16 de abril de 2022, São Paulo. Foto: Leandro Pena.
Tarja. 16 de abril de 2022, São Paulo. Foto: Leandro Pena.

A Santo Graal foi escolhida para dar início à noite. Seguindo nessa cruzada infinita que é o Metal Nacional desde os anos 2000, a banda de Belém, capitaneada pelo guitarrista Paulo Francioli (o único guerreiro da formação original), mostrou canções de seu mais recente album, “Dark Roses”, lançado em 2020.

Apesar de pouco conhecida do público presente, a banda agradou com seu symphonic metal, com destaques para as incursões de Junior Soares nos teclados, e de Rebeca Montanha, dando um toque especial com seu cello. Mas não posso deixar de destacar a vocalista Natália “Nay” Fay, que com sua bela voz e presença de palco agitou aqueles que chegaram mais cedo.

Santo Graal. 16 de abril de 2022, São Paulo. Foto: Leandro Pena.
Santo Graal. 16 de abril de 2022, São Paulo. Foto: Leandro Pena.

A Santo Graal mostrou ser uma ótima escolha da produção para abrir os shows, e certamente saiu dessa noite com mais fãs. Completam a banda: Ka Storm (baixo), Thiago Prando (bateria) e Carol Lynn (backing vocal).

Set-list
Whisper of Soul
Mistake Shadows
Rebirth
Open your Eyes
Troubled Heart
Dark Roses
Black Swan
Angel of Lust
Lesser Evil
Sunshine 2

E nessa data também se encerrava a “Nagual Fly Tour” dos brasileiros do Shaman. Com novo album – “Rescue”, lançado na véspera – e setlist antigo, a banda fez um show muito bom, mostrando que Alírio Netto está totalmente entrosado com seus colegas, e que os próximos shows, com repertório novo, prometem ser bem interessantes.

Da nova fase da banda, além de “Newborn Me”, single lançado em 2020, tocaram em primeira mão a ótima “The ‘I’ Inside” (com direito trecho de “Who wants to live forever” do Queen – herança que Alírio trouxe de seus tempos no projeto Queen Stravaganza).

Shaman. 16 de abril de 2022, São Paulo. Foto: Leandro Pena.
Shaman. 16 de abril de 2022, São Paulo. Foto: Leandro Pena.

O Shaman, nesse período, já havia tocado junto algumas vezes e participado de algumas lives, mas é nítido o quanto estavam sedentos por retornar aos palcos com uma platéia e o quanto entregaram no palco – e a platéia correspondeu à altura.

Set-list
Turn Away
Distant Thunder
For Tomorrow
Reason
Innocence
The “I” Inside
More (The Sisters of Mercy cover)
Brand New Me
Fairy Tale
Ritual
Pride

Tarja. 16 de abril de 2022, São Paulo. Foto: Leandro Pena.
Tarja. 16 de abril de 2022, São Paulo. Foto: Leandro Pena.

Depois de dois anos de espera, finalmente os paulistanos tiveram a oportunidade de rever a Diva. Como parte da “Raw Tour”, que promovia o album “In the Raw”, de 2019, que foi base para a apresentação, Tarja Turunen deu um show (desculpem a redundância) não só de performance, mas de simpatia, se dirigindo ao público após a primeira canção em português alto e claro, dizendo o quão feliz e com saudades estava de voltar a se apresentar por aqui.

Acompanhada de ótimos músicos de diversas partes do mundo, os presentes puderam ver um show com uma ótima produção (com um telão gigantesco ao fundo, projetando imagens abstratas e de videos das respectivas canções executadas), que abrangeu toda a carreira solo da filandesa, com direito a canção de seus tempos de Nightwish, e um momento especial da cantora executando duas canções ao piano.

Tarja. 16 de abril de 2022, São Paulo. Foto: Leandro Pena.
Tarja. 16 de abril de 2022, São Paulo. Foto: Leandro Pena.

Set-list
Serene
Demons in You
My Little Phoenix
Anteroom of Death
Diva
Goodbye Stranger
Falling Awake
Planet Hell (Nightwish cover)
The Golden Chamber: Loputon Yö – Tarja ao piano
Oasis – Tarja ao piano
Undertaker
Tears in Rain
Victim of Ritual
Innocence
I Walk Alone
Dead Promises
Until My Last Breath

Tarja. 16 de abril de 2022, São Paulo. Foto: Leandro Pena.
Tarja. 16 de abril de 2022, São Paulo. Foto: Leandro Pena.

Assim encerrou-se essa noite com um saldo favorável. Ponto positivo não só para bandas e público, mas para e equipe de produção envolvida (profissionais de som e iluminação). O ponto negativo, que ainda ocorre em muitos eventos, é o horário das apresentações. Independente de opções de transporte alternativo ou público (que é o que a maioria utiliza pra se locomover), é inadmissível que um show ainda se inicie às 22h30 e se encerre por volta das 0h. É necessário que os promotores e casas de show pensem naqueles que fazem o espetáculo acontecer, os fãs, que muitas vezes vem de outras regiões e de outras cidades, e organizem seus eventos para que aconteçam em horários mais decentes.

Veja a galeria de fotos dessa noite