Por: (Arte Metal)

Os paulistanos do VAN DORTE surgiram em 2013 e finalmente agora chegam ao seu debut pra suprir uma demanda que anda em falta. Sim, o Dark Rock aqui mora nos porões do underground e exagera no experimentalismo, mas este quarteto soube bem utilizar a fórmula oferecida e faz um som mais acessível.

Trazendo um trabalho que prima pelo peso da guitarra e suaves toques de piano, a banda consegue hipnotizar o ouvinte desde o início com seu som jovial, porém obscuro. Para situar melhor o ouvinte, imagine um Evanescence com vocal masculino mesclado com LIBRA (quem se lembra desse artista Dark brasileiro?).

Mas, claro que a banda possui suas características e uma delas é a cama de sintetizador que permeia por todas as composições, enquanto a cozinha prima por um trabalho simples e preciso. O vocalista Feleex Duarte traz em seu timbre uma voz meio adolescente, mas que não soa piegas ou pop demais como se presume.

Com produção de Marcelo Oliveira, “Epilogue” é um disco consistente que peca apenas em sua homogeneidade (as músicas às vezes soam semelhantes demais), mas que brilha pelo seu aspecto correspondente à proposta da banda. Com certeza um disco que marca território dentro do estilo.

Resultado de imagem para van dorte

Nota: 8,0

Link sobre a banda:

Site

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.