Conversamos rapidamente com a banda Red Front que nos contou um pouco da tour pela Europa, da composição do novo material e como surgiu o nome da banda. Esta banda que tem um thrash metal marcante com pegadas de Bioharzard, Pantera.

Portal do inferno: Primeiro de tudo Red Front é um nome muito forte, que nos remete a varias idéias principalmente Política, de quem foi a idéia do nome e porque utiliza–lo?

Oscar: optamos por Red Front por que realmente é um nome forte, mas não temos nenhuma relação com politica. Quem pode explicar isso melhor é o Léo quem foi quem batizou a banda.

Léo: Então cara política é um tema que nós abordamos nas nossas letras, mas como alguns pensam o nome RED FRONT não tem ligação nenhuma com comunismo por exemplo. Esse nome surgiu enquanto eu assistia um documentário sobre a segunda guerra mundial, em algum momento alguém usou o nome RED FRONT para se referir ao front oriental da batalha que foi palco das batalhas mais violentas de todo o conflito, quando resolvemos montar a banda o Bradock sugeriu o nome Self Flagellation para banda, mas ai eu pensei, caralho velho imagine eu falando o nome da minha banda pra alguém quando eu estiver bêbado! Então eu sugeri RED FRONT e por uma votação rápida foi esse o nome escolhido!

P.I.: Recentemente li em seu post sobre a tour européia que tiveram problemas com alguns Skinheads o que ocorreu?

Oscar: Na verdade a cena skinhead na Europa (principalmente no leste europeu) ainda é forte, parece que as feridas da guerra e essas coisas todas ainda estão muito vivas por lá.

O que ocorreu foi o seguinte: fomos tocar numa cidade da Polônia e o bar era um ponto de encontro de alguns skinheads, ai eles começaram a questionar sobre o nome da banda e tudo mais. Mas ai explicamos que não tinha nenhuma relação com politica e tal e eles compreenderam bem a situação. Ainda mais quando falamos que éramos do Brasil a terra do samba, suor e sacanagem hehehehhe.

Léo: A Polônia está passando por problemas financeiros meios sérios, não estão na União Europeia e ainda por cima passam por problemas graves de corrupção, assim como o Brasil, nesse cenário fica fácil a criação de movimentos de extrema direita com bases no nazismo e no fascismo, lá eles acham que os muçulmanos estão roubando seus trabalhos, seus dinheiros e tudo mais, é a mesma merda do passado, só que agora eles só mudaram o foco. Mas com a gente foi tudo tranquilo, eles foram folgados até a gente falar que ali só tinha brasileiro!

P.I.: Somente com uma demo gravada e com um único lançamento o Red Front já alcançou um tour Européia como veio este convite?

Oscar: Esse convite veio de um empresário que assistiu a um show nosso, curtiu o nosso som e toda a putaria q a gente faz em cima do palco. Depois de alguns dias ele entrou em contato e assinamos contrato. Após a bem sucedida tour pela Europa, assinamos contrato pra mais uma tour, mas agora pelos E.U.A no começo de 2012.

P.I.: A gravação do cd foi feita no estúdio do Oscar (guitarrista) e a mixagem ficou por conta do estúdio Mrº Som, quem cuidou da produção e como foi o trabalho de composição para o disco?

Oscar: O trabalho de produção ficou por minha conta já q foi tudo gravado no meu home estúdio. Ao mesmo tempo q fui gravando fui aprendendo a usar os programas de áudio e tudo mais. Esse primeiro álbum serviu como uma escola pra nós. No segundo cd esperamos superar a qualidade de áudio, pois alem de aprender muitas coisas, no momento estamos com melhores equipamentos (graças às muambas q trouxemos da Europa heheehehehe). O trabalho de composição variou um pouco, alguma me musica trazia o instrumental e depois o Leo escrevia a letra, outras criamos na hora, o Marcelo trouxe algumas também. Enfim sempre alguém traz uma ideia e começamos a trabalhar em cima

Léo: Nosso esquema é bem esse cada um traz um elemento e ai cada um encaixa um detalhe ali, outro aqui, até a hora que a gente percebe que a música ficou com a nossa cara!

P.I.: Já tem material para um próximo CD?

Oscar: Eu já tenho muitas musicas prontas guardadas, sei q o Marcelo tem algumas tb. So estamos esperando achar o nosso baterista pra começar a investir nesses sons. Enquanto estávamos com o Vinicius (batera q substituiu o bradock) já tínhamos quase acabado uma musica nova (que está animal por sinal). Agora temos q achar esse cabra safado do baterista pra depois cair de cabeça em material novo hehehehehe.

Léo: Bom eu tenho sempre algo anotado no caderno da faculdade, ou em algum papel jogado pelo meu quarto, mas eu prefiro ouvir o instrumental antes e sentir a vibração da música, pra ai sim escrever uma letra que se encaixe a essa atmosfera.

P.I.: “Memories of War” esta tendo uma grande aceitação do publico vocês acham que isto aconteceu, pois a demo que foi lançada antes serviu para dar uma acusada no publico?

Oscar: sim, a demo serviu de aperitivo pra galera com certeza. Outra coisa q está nos dando um retorno legal são as zueiras q a gente faz nos nossos shows (com a gelatina red front, as red front girls e a malhação do boneco emo). Também não podemos deixar de falar da tour na Europa e do convite para abrir os shows do Death Angel e do Destruction, com certeza essas coisas ajudaram a abrir muitas portas pro Red. Front.

Léo: A demo foi uma amostra grátis pra galera conhecer a gente, agora o CD é o apanhado desses anos fazendo o nosso Metal Putão, nossa intenção é sempre fazer com que o público se divirta junto com a gente nos shows, é tudo voltado pra eles.

P.I.: Red Front nos remete a um som meio que Biohazard com Pantera, a que ponto estas duas bandas influenciam o Red Front?

Oscar: Todas as bandas de metal acabam nos influenciando, gostamos de muitas bandas e muitos estilos, mas o que ouvimos mais é o thrash, death e hardcore. alem de um tiquinho assim de carimbó hehehehehehe

Pantera com certeza é uma grande referencia pra gente.

Léo: É o Pantera com certeza é uma das grandes influencias pro nosso som, mas cada um da banda tem algo diferente a acrescentar, e nessa mistureba que a gente cria nosso som, eu acho que isso faz com que nosso som tenha uma característica muito própria, porque apesar de curtir muito bandas como Exodus, Metallica, Sepultura e Lamb of God nós sempre buscamos priorizar nossa capacidade de criar algo novo!

Portal do Inferno

Portal do Inferno é um site especializado em notícias do rock n roll ao metal extremo, resenhas, entrevistas e cobertura de shows e eventos!