Exequator: Single “Stealin’ Vote” é disponibilizado nas plataformas digitais

  • Post author:
  • Post published:11 de dezembro de 2020

Acaba de ser lançado o novo single da banda gaúcha EXEQUATOR, intitulado “Stealin’ Vote”.  Inteiramente produzido em meio a pandemia da COVID-19, o single foi concebido, segundo a banda, durante um período turbulento da política estadual do Rio Grande do Sul, quando acompanhávamos situações de parcelamentos de salários devidos a servidores públicos, principalmente dos professores; figuras estas responsáveis por não só construir a sociedade civil em si, mas por serem as figuras mais importantes no molde do caráter de cada pessoa inserida na sociedade. Robson Lacerda (vocal), Adso Crespo e Julian Pinho (guitarras), Lucas Ollé (baixo) e Gean Cunha (bateria) trabalharam no home studio de Diego Monte Blanco, guitarrista da banda Thraggos, também da cidade do grupo, Bagé. As partes de bateria foram gravadas no estúdio Área 51, com o comando de Teko Marques, enquanto mixagem e masterização ficaram por conta de Diego Monte Blanco.

A temática do single aborda um tema sempre recorrente: a política brasileira. Nesse sentido, sendo a EXEQUATOR uma banda que tem em seu principal ponto de criação e seu objetivo a crítica a todo o sistema político brasileiro, inspirado por letras e por bandas underground como o Ratos de Porão e cia e tendo em sua veia o Thrash e o Heavy Metal, “Stealin’ Vote” “nasce como uma canalização de toda a raiva que possuímos de gente que utiliza o poder concedido pela democracia para deturpar o bem estar e o compromisso que o Estado tem para com todo o cidadão inserido nesse contexto civil, em benefício próprio e de seus congêneres, onde pessoas públicas se perpetuam no poder oferecendo migalhas ao povo como se fosse um favor, como se fosse uma mera “boa ação”, esquecendo que todo o político é empregado da democracia, do estado e, principalmente da sociedade que os elegem”.

Para o guitarrista Adso Crespo, “esta música é uma homenagem singela a todo político corrupto, mentiroso, surrupiador, estelionatário, prevaricador, inescrupuloso, falso, inoficioso, porco e por seguinte, a todos os palhaços que se submetem as vontades destes ladrões, às vezes por inocência, às vezes por interesse, por vezes, por ser tão corrupto e mau caráter como eles”. Passado o período de eleições, cercado de fake news e do jeitinho brasileiro, o  guitarrista finaliza: “Eles que aparecem de quatro em quatro anos pra fazer jingles de comoção, para colocar a sociedade contra si mesma, mascarando seus erros e apresentando soluções abençoadas para problemas por eles mesmos criados; pra demonstrar que fizeram inúmeros feitos, e que merecem serem reeleitos por terem feito nada mais que a obrigação de cada dia deles, uma vez que são pagos para tanto com dinheiro público, e além de tudo, são confiados a vontade e o sincero desejo de uma sociedade melhor pelas pessoas que neles votaram. Afinal, teu chefe bate palma pra ti quanto tu chegas todos os dias no horário do trabalho? Acho que não. Esta música é pra vocês. E vocês sabem que são”.

O EXEQUATOR segue trabalhando em novas composições e tem como meta a finalização de seu primeiro EP e a gravação de um vídeo clipes para cada música. O último trabalho da banda havia sido o single e vídeo clipe da música “Puppets”. Ainda de acordo com o guitarrista Adso Crespo, “tão logo saia a vacina e todos estejam protegidos, organizaremos um show de lançamento do single, pois, assim como todas as bandas que estão paradas por causa da pandemia, estamos sedentos por shows”.

Ouça “Stealin’ Vote” no Spotify:

Ouça “Stealin’ Vote” no Youtube:

Assista ao vídeo clipe de “Puppets”:

Contatos:
Facebook:
www.facebook.com/exequatorofficial
Instagram: www.instagram.com/exequatorband
Assessoria de Imprensa: www.wargodspress.com.br