Por: (Arte Metal)

Há mais de dez anos, a banda goiana Heaven’s Guardian lançava seu segundo álbum, D.O.L.L. (2004) e depois só lançaria o DVD X Years on the Road (2007) para hibernar em uma carreira promissora que teve início com o excelente debut Strava (2001).

O ostracismo forçado terminou com o retorno em 2015 e o lançamento deste Signs este ano. Revigorada e com uma nova formação, a banda mantém suas raízes no Metal melódico que sempre apostou, mas direciona sua música para um lado mais progressivo e trabalhado.

Com uma nova formação contando com Olivia Bayer e Flávio Mendez no vocal, Ericsson Marin e Luiz Maurício (guitarras), Everton Marin (teclados), Murilo Ramos (baixo) e Arthur Albuquerque (bateria), a sonoridade se mostra ainda mais pesada, porém com tudo equilibrado e trazendo uma evolução natural.

Com uma ótima produção, a cargo de Marcello Pompeu (Korzus), Signs conta com músicas versáteis, com variação nos andamentos e arranjos bem encaixados que soam na medida certa. Ao mesmo tempo em que as composições não soam simples, não são exageradas em termos de técnica, mantendo um bom equilíbrio.

A inclusão de dois vocalistas só acrescentou qualidade à música, principalmente pelo fato de Flávio Mendez possuir um vocal agressivo e com identidade, além de Olivia ser uma excelente cantora e a dupla encaixar suas linhas de forma bem abrangente, sem se restringir a comum alternância e realizando belos duetos.

Signs é um disco que a cada audição se assimila mais alguma coisa, o que dificulta na escolha de destaques. Fato é que o conjunto da obra é muito acima da média e que o disco tem grandes possibilidades de agradar aos fãs antigos, angariando novos, pois o direcionamento é outro, mas a identidade é a mesma. Muito bom!

Heaven's Guardian - Signs

Nota: 8,5

Tracklist:

  1. Religion
  2. Time
  3. Strenght
  4. Journey
  5. Fantasy
  6. Dream
  7. Change
  8. Passage
  9. War
  10. Silence

Links sobre a banda:

Site / Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.