Por: (Arte Metal)

O The Nightstalker é uma one-man-band que tem no músico Serpent sua alma pensante. O projeto está muito ligado à banda belga Sercati, já que Serpent é baixista e vocalista do grupo de Black Metal oriundo de Liège.

Mas, não é este o único motivo da conexão. A história contada em A Journey in Hell tem início no primeiro disco do Sercati que fala sobre um anjo e sua queda e busca por seu lugar em um mundo desconhecido.  Mas, aqui o personagem toma outra dimensão pela escrita e publicação de um livro chamado Le journal du Nightstalker, porque a música, finalmente, conta uma pequena parte da história dele e de seu universo.

A parte sonora é interessante, mas não de fácil assimilação. O Black Metal de origem de seu mentor se faz presente aqui, mas se funde com elementos que vão desde o Atmospheric, Gothic e Dark/Ambient Music trazendo uma rica variação de ritmos, além de bons arranjos.

O início é um tanto quanto estranho, mas depois de várias audições se compreende o álbum que não se limita apenas a ritmos dinâmicos do Metal e nem cadenciados, mas possui até levadas de flamenco, jazz e outras. Porém, estas influências podem passar batidas diante de ouvidos menos atentos.

A produção do trabalho é de qualidade e tal fator é muito importante devido aos detalhes que a sonoridade do disco traz. É difícil destacar uma ou outra composição, mas Like I Already Know this Foe, The Plain of the Warriors e Cerberus formam uma trinca fundamental no disco.

The Nightstalker – A Journey In Hell

Nota: 8,5

Link sobre a banda:

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.