Depois de se apresentar no País durante o vexatório Metal Open Air, realizado no Maranhão em abril do ano passado, a banda israelense Orphaned Land desembarcou novamente no Brasil na última semana, para uma série de quatro shows. O primeiro foi realizado no Rio, na última quarta-feira, e no dia seguinte, a banda chegou para um show no Hangar 110, aqui em São Paulo. Depois disso, seguiriam ainda para Varginha/MG, para uma apresentação no Festival Roça N’ Roll, e por fim, em São Bernardo.

Orphaned Land

A abertura do evento em São Paulo ficou a cargo da banda Seventh Seal, de Santo André. Com 18 anos de estrada, o grupo se prepara para lançar até o final do ano o seu terceiro trabalho, ainda sem título definido. Contando atualmente em sua formação com o experiente Leandro Caçoilo (vocais, ex-Eterna), Tiago Claro e Thiago Oliveira (guitarras), Victor Prospero (baixo) e Roberto Moratti (bateria), com o local recebendo um bom público, o quinteto subiu ao palco e tratou de aquecer a galera presente com uma rápida, porém competente, apresentação.

O repertório contou com algumas músicas que estarão no novo trabalho e ainda uma bela homenagem ao falecido vocalista Ronnie James Dio, com a execução de Heaven and Hell e Neon Knights, ambas do Black Sabbath. Apesar da maioria dos presentes não conhecer o som da banda, a resposta final foi bastante positiva, e o grupo terminou o seu curto show bastante aplaudido.

Seventh Seal

Um breve intervalo, e com o público já demonstrando certa ansiedade, era a hora da grande atração da noite, o Orphaned Land. Com mais de 20 anos de história, e prestes a lançar seu quinto trabalho de estúdio intitulado All Is One, que sairá no próximo dia 24 de junho, o quinteto de Israel, formado por Kobi Farhi (vocais), Yossi Sassi e Chen Balbus (guitarras), Uri Zelcha (baixo) e Matan Shmuely (bateria), começou finalmente sua primeira apresentação em São Paulo.

Após uma rápida introdução, a banda surgiu no palco e logo foi ovacionada pelo público ao som da música Barakah. Demonstrando muita animação e sorrisos, eles seguiram com The Kiss of Babylon e Birth of the Three, e então apresentaram uma música que estará no novo disco, chamada Our Own Messiah. Era apenas a segunda vez que a tocavam (a primeira foi no Rio), porém a grande maioria já a conhecia, por ela ter sido disponibilizada na internet há algumas semanas. E ela funcionou muito bem ao vivo.

Orphaned Land

O público também se mostrava bastante animado, e a empolgação foi enorme quando o vocalista Kobi anunciou Sapari, uma de suas músicas mais conhecidas, onde praticamente todo mundo pulou e cantou junto com a banda o grudento refrão. O show prosseguiu com From Broken Vessels e outra música nova, chamada Let the Truce Be Known. A banda toda se mostrava bem entrosada e feliz por estar ali, e Kobi disse isso várias vezes durante o show. Mas o guitarrista Yossi era um show à parte, pois não parava um só instante, sempre rindo e interagindo bastante com o público. Ele só não se movimentou mais devido ao pequeno palco do Hangar.

Seguiram então com The Path (part 1), e Ocean Land, que era outra música bastante aguardada e foi, sem dúvida alguma, um dos momentos mais marcantes da noite. Depois dela, tivemos ainda El Meod Na’ala e In Thy Never Ending Way, e então a banda saiu rapidamente do palco para um breve respiro.

Orphaned Land

Voltaram ao palco apenas Kobi e Yossi, e num momento mais intimista do show, tocaram The Beloved’s Cry e um trecho de The Storm Still Rages Inside, e foram bastante aplaudidos. Os demais integrantes retornaram para Halo Dies, que também foi muito bem recebida, e fecharam a incrível noite com a empolgante e sempre pedida Norra El Norra, acompanhada de diversas palmas e pulos, e a não menos clássica Ornaments of Gold.

Uma apresentação memorável, que certamente deixou os fãs da banda bastante satisfeitos com o que viram, e que com certeza também conseguiu agradar quem ainda não os conhecia tão bem. Agora, o que nos resta é torcer para que essa ótima banda nos presenteie com outras vindas ao País em suas próximas turnês.

Clique aqui e confira todas as fotos desse show!

Set list Seventh Seal:

Mechanical Souls Time To Go Heaven and Hell / Neon Knights (Black Sabbath covers) Beyond the Sun The Dream of Green Pleasure of Sin

Set list Orphaned Land:

Barakah The Kiss of Babylon (The Sins) Birth of the Three (The Unification) Our Own Messiah Sapari From Broken Vessels Let the Truce Be Known The Path, pt. 1: Treading Through Darkness Ocean Land (The Revelation) El Meod Na’ala In Thy Never Ending Way The Beloved’s Cry (acústica) The Storm Still Rages Inside (acústica)

Bis: Halo Dies (The Wrath of God)

Bis 2: Norra el Norra (Entering the Ark) Ornaments of Gold

Portal do Inferno

Portal do Inferno é um site especializado em notícias do rock n roll ao metal extremo, resenhas, entrevistas e cobertura de shows e eventos!