Por: (Arte Metal)

Este é o terceiro disco deste trio alemão oriundo de Hamburgo e da tradicional terra do maior festival de Metal do mundo, o Wacken. O grupo formado em 2009 conta atualmente com Alex (guitarra/vocal), Tommy (bateria) e Simon (baixo), sendo que os dois últimos são recém chegados.

A proposta da banda é investir em um Thrash Metal vigoroso e empolgante, mas que foge um pouco dos padrões de nomes clássicos conterrâneos do grupo. Afinal, o Tragic Cause pende pro lado mais noventista do estilo, além de adicionar leves doses de ‘groove’ à sua música, fato distante da maleficência comum no Thrash europeu.

Com timbres bem escolhidos, os riffs mega-pesados das músicas são o grande destaque, afinal empolgam já na primeira audição de tão sugestivos ao ‘pogo’. As músicas também possuem uma boa alternância de ritmos, entre rápidos e semi-cadenciados que caem muito bem, graças à cozinha precisa.

Vocais guturais destilam ódio e agressividade, tendo a produção acima da média e atemporal. Destaque para faixas como Pain Is My Religion, Danistercracy e Nailed To The Cross, esta última com um refrão de tirar o chapéu. Muito bom disco, que não inventa nada, soa honesto e bem feito.

Tragic Cause - No Restraint

Nota: 8,5

Tracklist:

  1. No Restraint
  2. Riven by Grief
  3. Pain Is My Religion
  4. Where It Begins
  5. Loss of Reality
  6. Danistercracy
  7. Force My Hand
  8. Monster
  9. Nailed to the Cross

Links sobre a banda:

Site / Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.