Por: (Arte Metal)

É interessante quando você entra na página da banda francesa Void Paradigm e na definição de seu som está “Black Metal?”, sim, com a interrogação mesmo. Se partirmos do pressuposto que seu primeiro álbum auto-intitulado lançado em 2012 tem mais foco no estilo, sim a banda faz Black Metal.

O fato é que neste seu novo disco, Earth’s Disease, há um considerável distanciamento do estilo e isso não é ruim, pelo contrário. Mesmo mantendo sua identidade, a banda ousa mais e apenas em algumas passagens chega a de fato executar o Metal negro.

O que temos aqui é um Metal extremo com influências que vão desde o Sludge, Post-Black Metal (estilo bem difundido na França, aliás) e até Prog Metal. Em meio a vocais mezzo rasgados, mezzo guturais, pegada forte da cozinha e guitarras trabalhadas, temos quebradas e levadas variadas por quase todo o disco.

Além disso, há arranjos bem encaixados que vão desde passagens mais atmosféricas, passando por solo de cello e até momentos mais apocalípticos. Tudo com uma produção de alta qualidade e orgânica, além do clima soturno e ao mesmo tempo perturbador das composições.

Destaque para as faixas Revenge e a longa From The Earth To The Skies e seu clima maléfico (mas nem tanto). Que é um som peculiar não tenha dúvidas, portanto é preciso atenção e Earth’s Disease deve ser apreciado com calma e digerido com mais calma ainda.

508868

Nota: 8,0

Tracklist:

01. Crushing the Human Skull
02. Revenge
03. Earth’s Disease
04. Sick Life Fading
05. From the Earth to the Skies

Links sobre a banda:

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.