Por: (Arte Metal)

Foram 23 anos para lançar este quinto álbum de estúdio. Com mais de trinta anos de carreira, algumas pausas e um certo nome no cenário, os britânicos do XENTRIX sempre passaram por aquela banda com potencial, mas que sempre faltava algo. E parece que este algo aparece neste belíssimo álbum.

“Bury The Pain” traz os integrantes clássicos e fundadores da banda Kristian “Stan” Havard (guitarra) e Dennis Gasser (bateria), além dos estreantes Chris Shires (baixo) e Jay Walsh (vocal/guitarra). E essa união “velha guarda / nova geração” deu certo!

Primeiro que o Thrash Metal do grupo soa vigoroso e enérgico, mas com as características que a banda moldou durante o tempo. Segundo que o quarteto soa mais atual do que nunca e atinge um nível que coloca suas composições em um ponto atemporal e com abrangência.

Guitarras maciças formam a base com riffs magníficos, uma timbragem perfeita, enquanto a cozinha possui um baixo que sustenta o peso e a bateria que é bem explorada mantendo a diversidade de andamento, mudanças de ritmos propícias e alternâncias nas levadas.

Walsh é um vocalista simples, mas equilibrado e que possui um timbre totalmente condizente com a proposta. Além de tudo a banda adota melodias leves, que dão ainda mais ênfase a versatilidade do disco, que, mesmo assim, soa Thrash puro. A mixagem é do mago Andy Sneap, e a produção ficou primorosa. Destaque para faixas como Bury the Pain, The Truth Lies Buried, Let the World Burn, Deathless and Divine e The One You Fear.

Nota: 8,5

Links sobre a banda:

Site

Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.