Chopper – Fabian Furtado

 

 

(Entrevista concedida ao jornalista Leonardo Pereira Cantarelli)

Chopper completa 30 anos e fará show comemorativo: ‘vida longa ao Metal do Cone Sul’

Dando sequência ao especial sobre os 30 anos do Chopper (uma das bandas mais importantes da América do Sul), o Portal do Inferno traz agora uma entrevista com o vocalista Fabián Furtado.

Furtado se mostra empolgado com o show do dia 19 de outubro em Montevideo e espera que o Chopper siga na ativa por muito tempo.

O vocalista ainda falou sobre suas influências, repertório do show e avisou ao público: ‘vão todos descansados, pois será uma grande apresentação.’

Para saber mais detalhes sobre a banda e o show, veja a entrevista com o guitarrista Ernesto Ferraro, publicada recentemente aqui.

O Chopper está completando 30 anos. O que essa data representa para ti e o que espera do show?

Espero outra grande festa do Metal Old School e reafirmar o nosso compromisso com o heavy metal. Brindar por todos estes anos. Ao público eu sugiro que vão descansados, pois prometemos uma grande apresentação.

Vida longa ao Metal do Cone Sul!

Você está desde o início da banda. Como analisa todo esse sucesso e êxito ? Acreditava que era possível chegar aos 30 anos?

Na verdade não estou desde o início. Estou desde a participação do primeiro álbum. Eu acreditava sim que poderíamos chegar aos 30 anos de banda, pois sempre trabalhamos com seriedade e não temos prazo para encerrar as atividades.

O show terá a participação de mais 3 bandas ( Conspiración Capibara, M-19 y C.O.M.A.) O que pode nos contar sobre esses grupos e porque eles foram os escolhidos para tocar com vocês?

São bandas muito boas que nós agradam muito e temos uma amizade que já dura anos.

Uma situação interessante das bandas latino-americanas de língua espanhola é que todas elas cantam no idioma materno. Diferente de outros cantos do mundo, onde o que predomina é o inglês. Por que isso ocorre?

Tenho um pensamento que é o seguinte: ‘vale mais ser um profeta em nossa terra. Se nos compreendem e nos apreciam em outros países, melhor ainda.’

O Chopper tem no momento 3 álbuns lançados. Chopper (lançado em 1992), Sangrando (1997) e Hechos Consumados (2014). Qual você gosta mais e qual a importância de cada um deles para a banda?

Cada um tem suas particularidades, mas todos tem a mesma identidade. Não tenho um favorito.

Recentemente a banda lançou 2 novos clipes no Youtube (Sabia Amnesia e Dios Desollador). Vão tocá-las ao vivo e há previsão para um novo CD?

No show haverá um grande repertório dos nossos 30 anos. Músicas de todo esse período. Ainda não há previsão de lançar um novo CD. Ainda estamos compondo novas músicas.

Pensa que o Chopper está para o metal uruguaio, assim como o A.N.I.M.A.L e o Rata Blanca está para o metal argentino e o Sepultura e Angra para o Brasil?

Sim. Penso que é válida a comparação. Todas têm um grande prestígio pelo trabalho que já realizaram, igual o Chopper no Uruguai.

Por fim, para quem não te conhece, diga em quais bandas já cantou e quais as suas referências?

Profissionalmente só toquei com o Chopper. Minhas referências são: Judas Priest, Led Zeppelin, ACD/DC, Black Sabbath, Deep Purple e Motorhead.