Por: (Arte Metal)

Realmente o mundo do Heavy Metal, ou melhor, o universo é infinito. Afinal, berços hoje tradicionais do estilo, na década de oitenta ainda não tinham o devido reconhecimento e algumas bandas, mundialmente falando, não atingiram o status que mereceram.

Uma delas é a sueca OVERDRIVE. Esse seu segundo disco, lançado originalmente em 1984, mostra uma qualidade ímpar de seu Heavy Metal, o que não deve nada para grupos de renomes do estilo. Guitarras bem executadas, solos bem encaixados, cozinha pomposa e arranjos de qualidade, tudo está aí.

Sem contar as boas linhas vocais de Pelle Thuresson (hoje também baixista da banda), que pode não soar com um alcance exímio, mas mostra equilíbrio e qualidade em suas interpretações. Isso sem contar que, em uma época que as bandas apostavam em algo mais direto, o grupo investia em andamentos variados e uma leve dose de melodia que o aproximavam do atual Power Metal.

A produção, a cargo de Peter In De Betou e da própria banda, mostrava-se a frente de seu tempo, com uma timbragem excelente. Em meio a um tracklist de nove faixas, destaque para músicas como Dream Away que abre o disco energicamente, Fightin’ Man, além de Livin’ Sin e seu andamento quebrado.

Mas, trata-se de um repertório bem equilibrado onde é injusto apontar somente estas composições. Essa versão, exclusivamente lançada no Brasil pela Hellion Records, traz como bônus seis músicas em versão de ensaios até então inéditas, sendo que algumas saíram em trabalhos posteriores a este.

Resultado de imagem para Overdrive – “Swords and Axes”

Nota: 8,5

Tracklist:

  1. Dream Away
  2. Black Revenge
  3. Fighting Man
  4. Burn in Hell
  5. Swords and Axes
  6. Living in Sin
  7. Mission of Destruction
  8. Ode to Juliet
  9. Broken Hearted
  10. Crank It Up (Rehearsal)
  11. Gravy Train (Rehearsal)
  12. Can’t Do Without You (Rehearsal)
  13. Captured (Rehearsal)
  14. Reincarnation (Rehearsal)
  15. Heed the Prophecy (Rehearsal)

Link sobre a banda: 

Facebook

 

 

 

 

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.