offspring

Uma noite após ter feito um dos shows mais concorridos do Rock in Rio, e criticado pela decisão de não terem escalado a banda para o palco principal, a cidade de São Paulo recebeu o The Offspring com um Credicard Hall lotado de fãs ávidos.

Antes da banda de abertura, um breve apagão chegou a preocupar o público que já estava dentro da casa, mas tudo resolveu-se rapidamente e não comprometeu o evento. Enquanto a produção revisava os equipamentos de iluminação, o público trocava “gentilezas” entre a pista vip e a pista comum com alguns insultos sendo gritados por ambos os lados.

Todas as diferenças foram esquecidas assim que o Rancore surgiu no palco fazendo o show de abertura da noite. O vocalista Teco Martins dirigiu-se ao público dizendo que as pessoas nunca querem ver a banda de abertura e que eles sabiam disso. Chegou a ser atendido quando pediu que uma roda se abrisse na casa. No saldo geral, o público respeitou o grupo e muitos foram chegando durante a apresentação deles.

Com a casa totalmente cheia, o público já estava ganho quando o vocalista Dexter Holland surgiu no palco e o The Offspring começou o show com All I Want. Sem muitas palavras com o público, a banda foi emendando música atrás de música com breves pausas apenas para troca de instrumento. Nada que incomodasse o público que cantava cada canção até o limite de suas gargantas como em Bad Habit, onde Dexter deixou que os fãs cantassem parte da letra.

Do novo disco, apenas a faixa-título foi executada. Days Go By foi extremamente bem recebida, como se fosse uma velha canção. Mas nada se comparava a momentos como Original Prankster ou Why Don’t You Get a Job?. Mesmo com o Credicard Hall com sua total capacidade de público, imensas rodas foram abertas durante quase todas as músicas do setlist.

The Kids Aren’t Alright encerrou a primeira parte, antes de uma breve pausa para que a banda voltasse para o bis com (Can’t Get My) Head Around You e Self Esteem, mas não antes que o guitarrista Noodles elogiasse o público paulista dizendo que aquele show havia sido melhor que o carioca da noite anterior, arrancando gritos e aplausos.

Com menos de 1h30 de show, o The Offspring fez uma apresentação intensa que só pecou por um detalhe, sua duração. Após a última canção, muitos ficaram com uma sensação de “mas já?” e até esperaram alguma outra música, o que não ocorreu. Apesar disso, elogios podiam ser ouvidos por todos ali presentes.

Setlist:

All I Want
Bad Habit
Come Out and Play
California Sun (Ramones cover)
Days Go By
Original Prankster
Mota
Have You Ever
Staring at the Sun
What Happened to You?
Kristy, Are You Doing Okay?
Want You Bad
Hit That
Why Don’t You Get a Job?
Americana
You’re Gonna Go Far, Kid
Pretty Fly (For a White Guy)
The Kids Aren’t Alright

Bis:
(Can’t Get My) Head Around You
Self Esteem

Deixe um comentário