Pain – Blackmore – São Paulo/SP

  • Post author:

Em mais uma noite de sábado com temperatura agradável e sem chuva na capital paulista, fomos até o Blackmore Rock Bar, em Moema, acompanhar bem perto o único show em terras brasileiras dos suecos do Pain, com abertura da Ravenland.

Depois de um certo atraso nos horários de abertura da casa e do início dos shows, por volta das 21h10 eis que finalmente sobe ao palco a banda paulistana Ravenland, apresentando músicas de seu primeiro trabalho de estúdio, o já bastante divulgado And A Crow Brings Me Back, lançado em 2009. O set foi bastante curto, e se não chegou a empolgar os presentes, também não comprometeu. Entre as poucas músicas, executaram a já clássica Say Just Words, do Paradise Lost, e uma inusitada versão metal para Rolling In The Deep, da cantora britânica Adele.

Após um rápido intervalo, por volta das 22h era chegada a hora de conferir a grande atração da noite, o Pain. Pela primeira vez excursionando pela América do Sul e divulgando seu último trabalho, You Only Live Twice, o apenas razoável público tratou logo de se animar assim que se iniciou a introdução, e não demorou muito para que a banda e seu líder Peter Tägtgren (vocal/guitarra), trajando uma espécie de camisa de força, dessem início à apresentação com a energética Let Me Out, música que abre o último trabalho, e que na sequência já foi logo emendada com as matadoras Dancing With The Dead e End Of The Line.

O que se viu e o que se tentou ouvir a partir dali, devido ao som mal regulado e com o microfone de Peter muito baixo durante a maior parte do tempo, foi uma bela sequência mesclando algumas músicas novas, como a polêmica Dirty Woman, e outras dos trabalhos mais antigos, como Suicide Machine e It’s Only Them, para o deleite dos fãs. Mesmo com os problemas apresentados no som, era nítido que a banda procurava a todo momento dar o seu máximo ali, agitando bastante e demonstrando um ótimo entrosamento entre os músicos.

Além do já citado Peter, completam o time os experientes Michael Bohlin (guitarra), Johan Husgafvel (baixo) e David Wallin (bateria). Com muito pouco falatório e a atenção voltada exclusivamente às músicas, o show foi seguindo e logo a banda chegou ao final da primeira parte do set, com Monkey Business, voltando logo em seguida para o bis que começou agitado com Supersonic Bitch e Fear The Demon. Duas músicas clássicas e que certamente já eram muito aguardadas por todos encerraram a noite: Same Old Song e Shut Your Mouth!. A banda agradeceu o apoio de todos os fãs presentes e se despediu, terminando assim a sua primeira apresentação por aqui.

Creio que apesar dos já citados problemas no som, estes não chegaram a prejudicar o saldo final do show, que foi bem positivo. A banda parece ter curtido bastante a recepção, e os fãs certamente ficarão na expectativa de que futuramente eles consigam voltar, quem sabe atraindo um público até um pouco maior.

 

Setlist Ravenland:

Regret
Soulmoon
End of Light
Say Just Words (Paradise Lost cover)
The Crow
Rollin in the Deep (Adele cover)

 

Setlist Pain:

Let Me Out
Dancing With the Dead
End of the Line
Dirty Woman
Zombie Slam
Psalms of Extinction
Suicide Machine
Nailed to the Ground
It’s Only Them
The Great Pretender
I’m Going In
Monkey Business

Bis:

Supersonic Bitch
Fear the Demon
Same Old Song
Shut Your Mouth

 

Clique aqui para ver todas as fotos deste show!

Redação

Portal do Inferno é um site especializado em notícias do rock n roll ao metal extremo, resenhas, entrevistas e cobertura de shows e eventos!

Deixe um comentário