Por: (Arte Metal)

Um dos pilares do Thrash Metal mundial, o Kreator se enveredou por vários caminhos sem nunca perder sua essência. Sempre houve burburinho ao redor da banda, mas conservadorismo há em todo lugar e é fato que nunca fizeram nada de ruim em seus 35 anos de carreira.

Gods of Violence é um disco que não vai escapar, aliás, já há ‘chiados’ em torno dele, mas não vai escapar das almas infelizes. Azar, afinal de contas o disco traz o Thrash Metal furioso dos alemães se aliando a novos elementos e a dose extra de melodia, que com certeza foi o motivo dos narizes torcidos.

Um disco imponente, o novo trabalho traz a banda mais entrosada do que nunca – bem pudera, afinal são mais de 15 anos de estabilidade da formação. Com um primoroso trabalho de guitarras e imprimindo um dinamismo que empolga, as composições são de fácil assimilação, porém de execução intrincada.

A cozinha precisa dá a tônica nos ritmos insanos e agressivos das músicas, músicas essas de fortes refrãos (praticamente todas), mostrando um Kreator versátil sem perder a identidade. Tudo com uma produção moderna e equilibrada de Jens Brogen (Sepultura, Amon Amarth).

Difícil e complicado destacar as faixas, mas World War Now, Satan Is Real, Totalitarian Terror, Gods of Violence, Hail to the Hordes (com uma ótima incursão de gaita de fole) e a atípica Side by Side – onde Mile canta com vocal limpo em cima de um ótimo dedilhado – são as que chamam atenção de início, além da homenagem Fallen Brothers, que celebrou os diversos ídolos do Rock/Metal que já se foram em seu videoclipe.

Vale lembrar que a temática é baseada em cima da evolução da maldade do ser humano, inspirada pelos atos de terrorismo e o caos mundial, e traz ainda mais conteúdo ao disco. Tudo isso mostrando que a banda soube encaixar bem demais os temas às músicas e vice-versa, afinal, apesar da melodia imposta, as composições soam tensas.

Mas, não acabou não. A versão nacional traz um DVD com apresentação da banda no Wacken em 2014. Tocando em casa, o show mostra uma banda que faz jus ao que conquistou durante todos os anos de carreira, energia e um repertório abrangente na medida do possível, já que o tempo é menor por ser um show em um festival. Com filmagem e som de qualidade, o trabalho é um bônus e tanto. A embalagem digipack luxuosíssima mostra que a coisa foi lançada aqui seriamente. Essencial.

Kreator - Gods of Violence

Nota: 9,0

Tracklist:

Disc 1 (CD)

  1. Apocalypticon
  2. World War Now
  3. Satan Is Real
  4. Totalitarian Terror
  5. Gods of Violence
  6. Army of Storms
  7. Hail to the Hordes
  8. Lion with Eagle Wings
  9. Fallen Brother
  10. Side by Side
  11. Death Becomes My Light
  12. Earth Under the Sword

Disc 2 (DVD) – Live at Wacken 2014

  1. Mars Mantra
  2. Phantom Antichrist
  3. From Flood into Fire
  4. Warcurse
  5. Endless Pain
  6. Pleasure to Kill
  7. Hordes of Chaos
  8. Phobia
  9. Enemy of God
  10. Civilization Collapse
  11. The Patriarch
  12. Violent Revolution
  13. United in Hate
  14. Flag of Hate / Tormentor

Links sobre a banda:

Site / Facebook

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.