Por: (Arte Metal)

Após 13 anos de silêncio, os gaúchos do Rebaelliun anunciaram o retorno da banda em 2015, fato que pegou os amantes do Death Metal de surpresa e causou êxtase. Apesar de cinco lançamentos, sendo uma demo, dois EP´s e dois álbuns, a banda teve uma carreira rápida (de 1998 a 2002), assim como é sua sonoridade brutal.

Vale lembrar que o retorno se deu coma formação clássica. A gravadora Hammerheart Records, da Holanda, não perdeu tempo e relançou At War em vinil “7, o primeiro trabalho da banda a causar impacto na cena. Nem parece que o EP saiu há 17 anos, tamanha a qualidade sonora e a atemporalidade que o trabalho transmite.

Bebendo na fonte dos conterrâneos do Krisiun, o quarteto trazia um Brutal Death Metal veloz e mal educado, que primava pela rispidez de suas guitarras, com solos na velocidade da luz e uma cozinha coesa responsável por quebradas e viradas de cair o queixo. Tudo tendo urros apocalípticos à frente.

A faixa título é memorável e consegue grudar na cabeça, afinal, mesmo o refrão na sendo o principal foco do estilo, a banda conseguiu tal proeza. A outra faixa Spawning the Rebellion é raivosa, tem uma introdução de peso e soa destruidora. Sem dúvidas At War é o registro em que o Rebaelliun marcou seu território, e agora retorna para reconquistá-lo. Sejam bem vindos de volta guerreiros.

rebaelliun_at-war

Nota: 8,5

Tracklist:

01. At War
02. Spawning the Rebellion

Links sobre a banda:

Facebook / Myspace

Vitor Franceschini

Jornalista graduado, editor do Blog Arte Metal.